Resenha: A Seleção

quarta-feira, 8 de novembro de 2017


Título: A Seleção
Autor (es): Kiera Cass
Editora: Seguinte
Ano: 2012
Idioma: Português BR
Páginas: 368

Sinopse: Nem todas as garotas querem ser princesas. America Singer, por exemplo, tem uma vida perfeitamente razoável, e se pudesse mudar alguma coisa nela desejaria ter um pouquinho mais de dinheiro e poder revelar seu namoro secreto.
Um dia, America topa se inscrever na Seleção só para agradar a mãe, certa de que não será sorteada para participar da competição em que o príncipe escolherá sua futura esposa.
Mas é claro que seu nome aparece na lista das Selecionadas, e depois disso sua vida nunca mais será a mesma....




"A Seleção" é uma distopia, isso se percebe logo no início. A história se passa no futuro, após a Terceira Guerra Mundial. Aonde nós conhecemos como território dos Estados Unidos então se tornou "Illéa". A forma de governo é a monarquia e a sociedade está dividida em castas que vão de 1 a 8.

America faz parte da casta 5, formada por artistas (pintores, cantores, ...) e, apesar de ter uma vida bem melhor que as castas inferiores, está numa posição muito distante dos luxos que as castas 1, 2 e 3 podem comprar.

Ao contrário da maioria das garotas, America não dá a mínima para a Seleção e acha aquilo uma bobagem. Mas, por ironia do destino, após se inscrever para satisfazer a vontade alheia e jurando que jamais seria chamada, America é uma das 35 escolhidas para entrar na competição cuja ganhadora se tornará a nova princesa de Illéa.

Diferente das demais distopias que já li, A Seleção não teve grandes cenas de ação, guerra, sangue. O primeiro livro da saga foca mais na formação da personalidade das personagens e seus dilemas pessoais.

Gostei do livro - a leitura é muito fácil e rápida -, mas cheguei em alguns momentos achar um pouco infantil (e eu detesto usar essa palavra para descrever livros!), por conta da forma simplista como foram abordadas as questões políticas.

Entretanto, como é uma saga, vou esperar para dar o veredito após ler os outros livros. Tenho bastante esperança que essa parte se desenvolva mais.

0 comentários:

Postar um comentário